sábado, 14 de maio de 2011

Aventura em onibus de viagem!

......Carro quebrado , e loucos pra viajar resolvemos ir de onibus , uma viagem demorada,noturna,
era epoca de junho entao estava um friozinho gostoso , fomos abraçadinho , com uma manta por cima da gente ,olhando da janela , a vegetaçao, e o céu que estava tingido de azul escuro cheio de estrelas,estava anoitecendo ,logo todos passageiros ja estavam dormindo a nossa volta, a sensaçao de perigo nos dominou, saindo da minha poltrona, sentei no seu colo, e e quando mexi bem gostoso em cima , seu pau ja começava
endurecer dando sinal de vida !!! nossa que tesao!!!
mas bem ali no meu ouvido ele falou " senta nele" abrindo somente o ziper da calça cobrindo com a manta e e tirando pra fora "! olhando pra os lados todos dormiam;
Devagar levantei bem pouco minha saia puxando a calcinha de ladinho , fui descendo vagarosamente ate sentir acomodada no seu pau bem perto do meu rego,dei uma rebolada bem leve pra ajudar a entrar
estava loka pra sentar logo mas nao podia rebolar muito alguem podia ver nosso movimento!!!
Fui deixando os solavancos do onibus q corria na estrada fazer seu papel e eu ali bem quietinha com a rola toda fincada dentro de mim, fui sendo comida na surdina , ele me olhando com uma cara de tarado me apertava com força, e meus gemidos eram abafados no seu peito, sua rola pulsava dentro de mim , em brasa ....
Suas maos sem ninguem ver foram parar dentro da minha blusa ,massageando meus mamilos durinhos de tesao,uma dor gostosa
e o solavancos do onibus continuavam ajudando na minha transa deliciosa!!!!

"ai q gostosooooo!' nao aguentei e soltei uma frase,pessoas das outras poltronas se mexeram, rapidamente fingimos q dormiamos , paramos um momento mas sentia seu pau mexendo la dentro pulsando , e depois de alguns segundos
Continuamos fiz de conta que algo caiu no chao da poltrona,me curvei pra pegar e mais uma vez senti a pica saindo e entrando com força, um vai vem incessante, na escuridao de um onibus , de repente seu pau pulsou mais, e suas maos apertaram meu seios com estupidez por baixo da blusa , e senti quente como nunca sua porra sendo despejada dentro da minha bucetinha , melada assim gozei tambem ,o gemido foi sufocado por um beijo, fiquei com porra escorrendo pela minha coxa sentada ali quietinha em baixo de uma manta no banco , dormimos assim mesmo ,
E quando todos acordavam da viagem somente
a gente que estava com sono.....

Direitos autorais dos textos deste autor : Copyright tradicional (todos os direitos reservados)